segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Movimento Perpétuo Associativo

Uma sátira à sociedade portuguesa que, como não podia deixar de ser, fez já soar as vozes mais extremas: por um lado, as que criticam ferozmente este trabalho; por outro, as que querem elevá-lo a hino nacional.




As mais diversas opiniões são bem-vindas a este blog ;)


4 comentários:

Luísa disse...

confesso que a primeira que ouvi foi a "fom fom fom"... mas acho um espectáculo x)

Helena disse...

Numa entrevista, a vocalista disse ter constatado que mais difícil do que traduzir a palavra "saudade" é encontrar um equivalente noutra língua para a expressão tão portuguesa "vão sem mim, que eu vou lá ter"! Parece-me que tem um fundo de verdade :)

Sara Cruz disse...

quando se chega ao ponto de ser perigoso brincar porque há quem não goste...

eu tinha medo! muito medo!

movimento perpetuo associativo a abanar !! ao menos já serviu para alguma coisa :)

Joana Banana disse...

como eu sou rápida, só agora percebe porque está a sara a dizer sempre 'vão sem mim que eu vou lá ter'. e na verdade ouvi noutro dia essa música à conta do fon fon fon e do fado toninho.
está tudo explicado e a física nem é lá grande coisa para explicar estes movimentos, desculpa lá ó Nobel :p